Bem-vindo ao
Clube Ornitológico de Caldas da Rainha

C.O.C.R.

Clube Ornitológico de Caldas da Rainha (COCR)

Junta-te ao Clube!

Faz-te sócio do Clube Ornitológico de Caldas da Rainha. Para além da Exposição Anual, o Clube organiza outras actividades de interesse para criadores e amantes de aves!

Como

Utiliza a Ficha de Inscrição disponível na secção Sócios COCR

Para quem

Para todos os interessados de Norte a Sul do país.

Mensagem do Clube

Pela Direção do COCR

Caros Associados e Amigos,

No passado dia 2 de Março, foi eleita a nova direção para o biénio 2019/20. Ao assumirmos esta responsabilidade estamos convictos de que este coletivo irá contribuir para que o Clube Ornitológico das Caldas da Rainha continue a ser uma referência na Ornitologia Nacional.

Nestes tempos em que a “CRISE” é um facto e também um lugar comum, é legitimo questionar o que é a Ornitologia? Uma moda? Um hobi? Uma atividade?

A Ornitologia é tudo isto e mais “E O GOSTO PELA NATUREZA” é uma atividade que nos dá prazer.

Assim sendo, a nossa responsabilidade como Direção aumenta. Nos próximos 2 anos (2019/20) iremos desenvolver para além da Exposição Anual, outras atividades de interesse para os criadores e também para todos aqueles que se interessam por aves. Em breve teremos novidades. Gostaríamos também de apelar à participação dos sócios nas atividades que a Direção irá propor e também que tragam outros amigos, potenciais criadores, por forma a continuarmos a engrandecer o CLUBE ORNITOLOGICO DAS CALDAS DA RAINHA.

Notícias

Mantenha-se informado sobre o COCR

Estas são as informações mais relevantes do Clube, enviadas também por email a todos os sócios.

Entrega de Prémios - Jantar Convívio 2020


A Direcção do Clube Ornitológico de Caldas da Rainha vem mais uma vez convidar Vª. Exa. e seus familiares, a estarem presentes no jantar de entrega de Prémios referentes à 33ª Exposição Ornitológica que decorreu em 2019 [...] Abrir a Carta aos Sócios - Jantar Convívio (PDF)



Jantar Convívio 2020


Convocatória - Assembleia Geral


Convocatória - Assembleia Geral


Aulas de Costura - Sede do COCR


Aulas de Costura - Sede do COCR


Expo Galeria

Fotos de Exposições do COCR

Sócios COCR

Faz-te Sócio do Clube Ornitológico de Caldas da Rainha

Anilhas

  • Não deixe o seu pedido de anilhas para os últimos dias...

    Tenha especial atenção às datas limite - envie o seu atempadamente para não correr o risco de não anilhar as suas aves...

    Formulário para pedido de anilhas 2020Formulário para pedido de anilhas 2020

  • 1º Pedido até 01 de Julho de 2019
    Quarta feira dia 26 julho ( dia que o clube esta aberto antes do fecho do pedido)


    2º Pedido até 01 de Setembro de 2019
    Quarta feira dia 28 Agosto (dia que o clube esta aberto antes do fecho do pedido)


    3º Pedido até 01 Novembro de de 2019
    Quarta feira dia 23 de Outubro(dia que o clube esta aberto antes do fecho do pedido)


    4º Pedido até 15 de Dezembro de 2019
    Quarta feira dia 11 Dezembro (dia que o clube esta aberto antes do fecho do pedido)


    5º Pedido até 01 de Fevereiro de 2020
    Quarta feira dia 22 de Janeiro (dia que o clube esta aberto antes do fecho do pedido)


    6º Pedido até 01 de Abril de 2020 – Extraordinário*
    Quarta feira dia 25 Março (dia que o clube esta aberto antes do fecho do pedido)

O Clube - COCR

  • Clube Ornitológico de Caldas da Rainha
    Rua Narciso de Barros, 14
    2500-820 Caldas da Rainha

  • E-Mail do COCR: cocr@live.com.pt

    Telefone: (+351) 262 837 086

    Outros Contactos

    Vice-Presidente: Marco Domingos
    e-Mail: monkas37@hotmail.com


  • HORÁRIO 2020


    Datas em que o Clube estará aberto:

     

    Dias

    Mês

    08

    Janeiro

    22

    Janeiro

    12

    Fevereiro

    26

    Fevereiro

    11

    Março

    25

    Março

    08

    Abril

    22

    Abril

    13

    Maio

    27

    Maio

    10

    Junho

    24

    Junho

    08

    Julho

    22

    Julho

    12

    Agosto

    26

    Agosto

    09

    Setembro

    23

    Setembro

    14

    Outubro

    28

    Outubro

    11

    Novembro

    25

    Novembro

    23

    Dezembro


    Aberto à segunda e quarta semana de cada mês. Às quartas-feiras das 21h às 23h.

     

  • ASSEMBLEIA GERAL

    PRESIDENTE: Carlos Lúcio AZ75-FOP sócio nº18
    1º SECRETARIO: Joel da Graça Eusébio BZ97-FOP sócio nº56
    2º SECRETARIO: Paulo Duarte Morgado BU63-FOP sócio nº27

    DIRECÇÃO

    PRESIDENTE: Setenio Gonçalves SantanaBO38-FOP sócio nº 50
    VICE-PRESIDENTE: Marco Jorge da Silva Domingos CV06-FOP sócio nº 42
    TESOUREIRO: Luis Filipe Lourenço sócio AX82-FOP sócio nº 15
    SECRETARIO: Fernando Fernandes BZ96-FOP sócio nº 32
    1º VOGAL: Carlos Manuel da Silva Lucas BD84-FOP sócio nº 63
    2º VOGAL: Carlos Siopa Rodrigues AY10-FOP sócio nº 16
    3º VOGAL: Ilídio José Santos Silva BV52-FOP sócio nº 28

    CONSELHO FISCAL

    PRESIDENTE: João Manuel Fernando AK02-FOP sócio nº 11
    1º SECRETARIO: Pedro Miguel da Silva Domingos CX30-FOP sócio nº 51
    2º SECRETARIO: Sergio Paulo Duarte Oliveira AW08-FOP sócio nº 52


  • CAPÍTULO I

    DISPOSIÇÕES FUNDAMENTAIS

    Art. 1º - A Associação tem o nome de Clube Ornitológico de Caldas da Rainha, fundado em 24 de Novembro de 1982, não tem fins lucrativos, tem a sua sede nesta cidade e de duração indeterminada.

     

    Art. 2º - O seu objectivo principal é fomentar e promover o gosto pela criação de aves em cativeiro, assim como cooperar na protecção de todas as aves.

     

    Art. 3º - Representar e defender os interesses de todos os Associados nas áreas relacionadas com os objectivos do Clube.

     

    Art. 4º - Cooperar com outras Associações e principalmente com a Federação Ornitológica do Sul e Ilhas de Portugal (FOSIP) ou outras entidades oficiais, no que for de interesse para o Clube e a ornitologia em geral.

     

    Art. 5º - Realizar, apoiar e participar em organizações de índole Ornitológica e se revistam de interesse para o Clube.

     

    Art. 6º - O símbolo do Clube é representado por um emblema que tem ao cimo a coroa da Rainha D. Leonor, ao centro e em vertical as iniciais do Clube “COCR” e ladeado por um canário de cor laranja e um periquito de cor verde azulado.

     

    Parágrafo único – O Clube poderá ter um distintivo idêntico ao seu símbolo, assim como uma bandeira e galhardetes com fundo branco, o símbolo ao meio e circundado pelo nome do Clube.


    CAPÍTULO II

    ACESSO A ASSOCIADOS

     

    Art. 7º - Podem ser sócios todos os indivíduos moral e civilmente idóneos e aceitem o instituído neste Regulamento.

     

    Art. 8º - Haverá três categorias de Sócios: Efectivos, Auxiliares e Honorários.

     

    Parágrafo 1º – São sócios Efectivos os que pratiquem efectivamente os fins e os objectivos do Clube.

     

    Parágrafo 2º – São Sócios Auxiliares os indivíduos que embora não pratiquem estes fins, pagam a sua quota e podem tornar-se sócios efectivos logo que requeiram.

     

    Parágrafo 3º – São Sócios Honorários os que tenham prestado serviços relevantes para o Clube e para a prossecução dos fins que o mesmo se propõe e como tal seja proclamado em Assembleia-Geral.

     

    Art. 9º - A admissão de Sócios Efectivos far-se-á em impresso adequado (Proposta) a fornecer pelo Clube e onde constará o valor da jóia, da quotização e o número de fotografias para a devida documentação.

     

    Art. 10º - Os Sócios Honorários serão propostos pela Direcção ou por iniciativa do número mínimo de dez sócios e sujeito a aprovação da Assembleia-Geral.

     

    Art. 11º - Os indivíduos que tenham deixado de ser sócios com débitos ao Clube, só poderão ser readmitidos, após o pagamento da importância total da dívida.

     

     

    CAPÍTULO III

    DEVERES DOS SÓCIOS

     

    Art. 12º - Todos os Sócios têm o dever de prestigiar o Clube, dando-lhe todo o apoio que for necessário.

     

    Art. 13º - Todos os Sócios estão obrigados ao pagamento regular de quotas que são devidas desde a data da sua admissão.

     

    Parágrafo 1º – Os Sócios Honorários são dispensados do pagamento de quotas desde que o manifestem por escrito à Direcção do Clube.

     

    Parágrafo 2º – A alteração do valor da jóia e quotização será feita através da Assembleia-Geral por proposta da Direcção.

     

    Art. 14º - Todos os Sócios têm o dever de zelar pelos interesses do Clube, utilizando com prudência os bens postos à sua disposição, abstendo-se de lhes causar danos e evitando prejuízos para o Clube ou para os seus Associados.

     

    Art. 15º - Actos, palavras ou omissões que cause prejuízos ao Clube e que sejam considerados de má fé, serão puníveis com: Advertência, repreensão por escrito, suspensão de direitos e demissão ou exclusão.

     

     

    CAPÍTULO IV

    DIREITOS DOS SÓCIOS

     

    Art. 16º - Todo o Sócio tem o direito de a partir da data da sua admissão a frequentar a sede do Clube e a usufruir das regalias e benefícios por ele proporcionados, de acordo com as regras deste Regulamento.

     

    Parágrafo único – todos os Sócios têm o direito e o dever de participar nos actos sociais do Clube.

     

    CAPÍTULO V

    DISCIPLINA ASSOCIATIVA

     

    Art. 17º - Perderá a qualidade de Sócio:

     

    Um – Todo aquele que tiver em dívida dois anos de quotas e que não realize o seu pagamento durante quinze dias posteriores ao aviso da Direcção dirigido ao Sócio por escrito.

     

    Dois – Aquele que sem justificação se recuse a desempenhar os cargos sociais para que for eleito.

     

    Três – Aquele que, de qualquer modo comprometa manifestamente o bom-nome do Clube ou os seus interesses de qualquer natureza.

     

    Art. 18º - A demissão de Sócio será da competência da Assembleia-Geral, mediante proposta da Direcção ou de o mínimo de dez sócios no pleno gozo dos seus direitos.

     

    Um – A Direcção, porém, deverá declarar a perda de qualidade de sócio nos casos previstos nos números um, dois e três do artigo anterior, sujeita a ratificação pela Assembleia-Geral.

     

    Dois – No caso de suspensão, o Sócio não é obrigado ao pagamento das suas quotas, devendo porém, satisfazê-lo por inteiro se a sua demissão não se vier a verificar.

     

    Art. 19º - Os Sócios demitidos ou suspensos nos termos um e dois do artigo anterior, poderão recorrer da deliberação da Direcção para a Assembleia-Geral.

     

    Art. 20º - A readmissão de Sócios demitidos dependerá de proposta da Direcção, devidamente fundamentada e aceite pela Assembleia-Geral.

     

     

    CAPÍTULO VI

    ASSEMBLEIA-GERAL

     

    Art. 21º - A mesa da Assembleia-Geral compõem-se de: Presidente, 1º e 2º Secretários.

     

    Art. 22º - A Assembleia-Geral é constituída por todos os sócios no pleno gozo dos seus direitos e funciona legalmente em primeira convocação, estando presente um número de sócios efectivos superior a metade do seu total. Em segunda convocação que se realizará uma hora mais tarde, funcionará com qualquer número de sócios efectivos presentes.

     

    Art. 23º - Os avisos convocatórios de Assembleia-Geral serão enviados directamente para a morada dos Sócios e afixados na sede do Clube com pelo menos, oito dias de antecedência, devendo neles constar a ordem de trabalhos.

     

    Art. 24º - A Assembleia-Geral Ordinária reunirá anualmente até ao fim do mês de Março, para apreciação do Relatório de Contas e Parecer do Conselho Fiscal, e de dois em dois anos até final do mesmo mês, também para eleição dos novos membros dos órgãos sociais.

     

    Art. 25º - Nos dias que precederem à data da reunião da Assembleia-Geral, estarão patentes para apreciação dos Sócios os elementos de contabilidade e respectivos documentos.

    Artº 26º – Um – A Assembleia-Geral Extraordinária reunirá sempre que a Direcção, o Conselho Fiscal, ou pelo menos um terço dos sócios efectivos solicitem ao Presidente a sua convocação.

    Dois – A Assembleia-Geral Extraordinária só poderá discutir os assuntos constantes da respectiva ordem de trabalhos.

     

    Art. 27º - Compete ao Presidente da Assembleia-Geral cessante dar conhecimento oficial aos sócios dos cargos para que foram eleitos e bem assim, dar-lhes posse aos mesmos, nos quinze dias posteriores à notificação.

     

     

    CAPÍTULO VII

    DIRECÇÃO

    Art. 28º - A Direcção compõe-se por: Presidente, Vice-Presidente, Secretário, Tesoureiro e três Vogais.

     

    Parágrafo 1º – Para obrigar o Clube são indispensáveis duas assinaturas, sendo uma delas a do Tesoureiro. Para o expediente geral basta uma assinatura.

     

    Art – 29º – Compete à Direcção:

     

    •  Cumprir e fazer cumprir as regras constantes deste Regulamento, dar execução às deliberações da Assembleia-Geral e às demais determinações regulamentares.

    •  Administrar os bens do Clube e zelar pela sua conservação.

    •  Apresentar anualmente o Relatório das Contas de Gerência.

    •  Reunir na primeira semana de cada mês e sempre que qualquer dos membros o solicite, lavrar e assinar o livro de actas das reuniões da Direcção.

    •  Desempenhar as demais competências que estatutariamente lhe são confiadas ou atribuídas.

    •  Promover e organizar a Exposição Anual nesta cidade ou outra, sempre que possível.

     

    Parágrafo 1º – À Direcção compete tomar as devidas providências urgente e necessárias à prossecução dos objectivos do Clube.

     

    Parágrafo 2º – Quando a sua grandiosidade o exigir, deve consultar o Conselho Fiscal, ficando pessoal e solidariamente responsáveis para com o Clube, os Sócios e terceiros, pela inexecução do seu mandato ou violação das regras estatutárias ou legais.

     

    Parágrafo 3º – A Direcção entregará à que lhe suceder, dentro de dez dias, a contar da tomada de posse desta, por meio de inventário, tudo quanto estiver a seu cargo, devendo a nova Direcção dar quitação à que sai.

     

     

    CAPÍTULO VIII

    CONSELHO FISCAL

     

    Art. 30º - O Conselho Fiscal é composto por três membros: Presidente, Primeiro e Segundo Secretário.

     

    Art. 31º - Compete ao Conselho Fiscal:

     

    •  Examinar a contabilidade do Clube, sempre que necessário.

    •  Assistir às reuniões de Direcção, com voto consultivo, quando qualquer das partes o julgar conveniente.

    •  Dar o seu parecer sobre consultas que lhe forem feitas pela Direcção, e propor medidas que julgue de interesse para o Clube.

    •  Pronunciar-se e dar parecer sobre o Relatório de contas e toda a actividade contabilística do Clube.

    •  Fiscalizar o cumprimento das normas estatutárias pelos outros órgãos sociais e pelos Sócios.

    •  Requerer, quando entenda necessário, a convocação da Assembleia-Geral Extraordinária.

     

    CAPÍTULO IX

    ELEIÇÕES

     

    Art. 32º - Um – As eleições para os diversos órgãos sociais serão realizadas de dois em dois anos, por sufrágio directo e secreto.

     

    Dois – As eleições far-se-ão por listas nominativas, designando-se o cargo para que se vota cada um dos nomes nelas incluídos.

     

    Três – O direito de voto previsto neste artigo é pessoal e insusceptível de ser exercido por representação.

    CAPÍTULO X

    DISPOSIÇÕES GERAIS

     

    Art. 33º - Um – A Direcção fará assegurar pelos meios legais a propriedade e exclusividade do símbolo do Clube.

     

    Dois – O seu uso será permitido aos Sócios, desde que não haja prejuízo de qualquer natureza para a colectividade.

     

    Art. 34º - Os bens pertencentes ao Clube, não poderão ser utilizados ou cedidos temporariamente sem prévia autorização da Direcção.

     

    Art. 35º - O Clube não perfilha nem apoia qualquer ideologia política ou religiosa, sendo por isso proibidas quaisquer manifestações ou actividades dessa natureza.

     

    Art. 36º - O Clube dissolver-se-á nos casos legalmente previstos e ainda quando se tornar impossível fazer face às despesas com o proveito das receitas normais.

     

    Art. 37º - A deliberação sobre a dissolução do Clube só será válida se tomada em Assembleia-Geral, expressamente convocada para o efeito e com a obtenção de dois terços de votos favoráveis da totalidade dos Sócios efectivos do Clube. Verificada a impossibilidade do número legal de Sócios, será válida a deliberação em segunda convocatória, se obtiver o voto favorável de dois terços dos Sócios presentes, expressos por escrutínio secreto.

     

    Art. 38º - Os bens que existirem à data da extinção do Clube terão o destino que for designado pela a Assembleia-Geral que deliberar sobre a dissolução, ou o que estiver legalmente previsto.

     

    Art. 39º - Qualquer alteração a este regulamento será feita por proposta da Direcção ou um mínimo de dez Sócios, e aprovada em Assembleia-Geral.

     

    Art. 40º - No omisso regerá a lei vigente aplicável ou o que for deliberado em Assembleia-Geral.

     

    Caldas da Rainha, Abril de 1999

     

    Clube fundado em 24 de Novembro de 1982, publicado no Diário da República III Série nº 2 de 4 de Janeiro de 1983

     

    Regulamento aprovado em Assembleia-Geral de 14 de Maio de 1999


Campeonato Nacional de Ornitologia 2020

Evento organizado com a colaboração do COCR. Mais informações a anunciar em breve.

Campeonato Nacional de Ornitologia 2020

Exposições Anteriores

Cartazes das Exposições anteriores realizadas pelo COCR

Sites Parceiros

Contacte o COCR

RGPD - Se optar por nos contactar por email, os seus dados pessoais estão protegidos e não serão armazenados em bases de dados nem cedidos a terceiros. Iremos apenas guardar a sua mensagem e utiliza-la para lhe podermos responder.

Sede do Clube

Rua Narciso de Barros, 14
2500-820 Caldas da Rainha